Lagarto-de-água

Lacerta schreiberi

Durante a época reprodutora, os machos deste lagarto têm a cabeça colorida de um azul muito intenso inconfundível. Animal endémico da Península Ibérica distribui-se pelo noroeste peninsular e pelo Sistema Central, desde o nível do mar até 2.100 metros. É um lagarto robusto, chegando a medir 40 cm de comprimento com uma cauda muito longa e que pode atingir quase o dobro do comprimento do corpo. São grandes trepadores, mesmo em troncos totalmente na vertical. Quando se sentem ameaçados, sobem às árvores altas ou escondem-se na água, uma vez que conseguem ficar submersos durante vários minutos. Surgem associados preferencialmente à vegetação marginal de cursos de água, mesmo de pequenas dimensões, como os riachos de montanha. É uma espécie muito sensível à qualidade da água

Habitat:cursos de água com boa cobertura vegetal de espécies autóctones de carácter atlântico como o amieiro, vidoeiro, castanheiro e carvalho-alvarinho.

Alimentação:pequenos invertebrados como moscas, mosquitos, gafanhotos, aranhas e escaravelhos e, por vezes, ingere vegetais como frutos silvestres. 

Predadores:aves de rapina, como o peneireiro-vulgar e a águia-de-asa-redonda, cegonhas e mamíferos, como a gineta e a lontra.

Estatuto de conservação: pouco preocupante.