Vaca-Loura

Lucanus cervus

É o maior coleóptero da Europa podendo atingir os 5,3 cm sem contar com as mandíbulas. Com estas pode atingir os 8 cm de comprimento. Facilmente se distinguem os sexos: o macho tem mandíbulas de grande tamanho em forma de pinça, muito maiores que as das fêmeas, que usam nos combates com machos rivais. Os machos lutam entre si na presença de fêmeas. Normalmente encontram-se nos ramos altos das árvores e o macho vencedor é aquele que, no final da luta, não cai da árvore. As larvas de vaca-loura vivem nas partes mortas de árvores antigas durante cerca de 3 anos. A regressão das florestas de carvalhos é a principal causa do seu declínio. É uma espécie protegida constante no Anexo II da Diretiva Habitats, no Anexo III da Convenção de Berna e está classificada como Vulnerável pela IUCN – União Internacional para a Conservação da Natureza.

Habitat: bosques e florestas de caducifólias. Dependem de árvores antigas, principalmente espécies de folha caduca como o carvalho ou o castanheiro. Podem também ser encontrados em parques e jardins.

Alimentação: as larvas alimentam-se de madeira de árvores de folha caduca, como os carvalhos e os castanheiros, já morta e em decomposição. Os adultos alimentam-se de seiva das árvores e sumo de frutas maduras.

Predadores: algumas aves (ex: pega-rabuda).

Estatuto de conservação: Quase Ameaçada.