Escorpião-da-água

Nepa cinerea

Estes curiosos insectos devem o nome à forma do seu corpo que faz lembrar um escorpião (nada tendo a ver com os verdadeiros escorpiões). É um insecto aquático que usa a extremidade do seu corpo, em forma de tubo, para respirar. Quando necessário, coloca a ponta fora de água tal como os mergulhadores que usam tubo de “snorkel”. Consegue permanecer submerso por períodos que atingem os 30 minutos. O 1º par de patas é bastante forte, de tipo pinça, que este animal usa para capturar as suas presas. É um mau nadador; a sua deslocação faz-se maioritariamente caminhando ao longo da vegetação submersa onde vive. Apesar de possuir asas, os seus músculos alares são pouco desenvolvidos e é, por isso, um mau voador. Apenas voa para colonizar novos locais.

Habitat: vive entre a vegetação aquática de massas de águas paradas e pouco profundas de charcos, lagos, lagoas e pântanos com presença de grandes quantidades de vegetação aquática.

Alimentação: escaravelhos, larvas de mosquitos, larvas de anfíbios, assim como outros invertebrados e por vezes até de pequenos peixes.

Predadores: peixes, aves.

Estatuto de conservação: desconhecido.