Salgueiro-preto

Salix atrocinerea

Arbusto ou árvore dióica (sexos encontram-se separados em indivíduos diferentes) de copa pouco densa, que não ultrapassa os 15 m de altura e de folhas caducas. Tem uma longevidade que pode atingir os 70 anos. As suas flores são nuas (sem pétalas) e é uma das primeiras árvores a florescer (janeiro a abril). O pólen é disperso maioritariamente pelo vento, o que justifica a sua floração antes do desenvolvimento das folhas. Apesar disso, alguma da polinização é também efetuada por insetos, pelo que o salgueiro acaba por ser uma importante planta melífera, numa época do ano em que poucas flores existem. É uma espécie de luz, indiferente ao pH do solo, que prefere ambientes com humidade permanente. Tem um extenso sistema radicular, o que a torna ideal para estabilizar terrenos. Distribui-se por toda a Europa atlântica e norte da África. Em Portugal surge em todo o território, com exceção de algumas zonas mais continentais do centro e sul.

Época Floração: janeiro-maio.

Habitat/Ecologia: margens de cursos de água, lagoas e charcos.