Pato-real

Anas platyrhynchos

O Pato-real é um dos anatídeos mais reconhecidos em Portugal, apresentando uma coloração muito característica. Os machos adultos possuem coloração verde na cabeça, um anel branco no pescoço, coloração acinzentada no dorso e no ventre e castanho escuro no peito. As fêmeas têm um tom uniforme acastanhado. Outras características proeminentes são o seu bico amarelo, as suas patas laranjas e a faixa azul nas asas, visível em voo. Em Portugal é uma espécie residente, nidificando entre Março e Julho. O pato-real é um pouco tímido, mas é facilmente identificável, tanto em voo como pousado. O macho muda de companheira todos os anos.

Habitat: todos os tipos de zonas húmidas, particularmente nos estuários.

Alimentação: gastrópodes, invertebrados (besouros, moscas, borboletas, libélulas e tricópteros adultos), crustáceos, vermes, muitas variedades de sementes e material vegetal e raízes e tubérculos. 

Predadores: répteis, aves, mamíferos (como o homem), entre outros.

Estatuto de conservação: pouco preocupante.